Buscar
  • Professor Lucio Reis

𝗣𝗲𝗻𝘀𝗲 𝗱𝗲𝗻𝘁𝗿𝗼 𝗱𝗮 𝗰𝗮𝗶𝘅𝗮.


De tanto que se fala hoje de que devemos pensar fora da caixa, a expressão se tornou clichê. Pensar fora da caixa significa trazer inovação, dar espaço para que se tenha liberdade para criar estando aberto ao novo, livre de paradigmas e por aí vai.


Mas, ao contrário do que muito se fala sobre “pensar fora da caixa”, há situações que não permitem várias ideias pelo simples fato de que muitas opções acabam nos deixando mais confusos ainda.


O famoso termo Brainstorming que consiste na realização de uma reunião onde há liberdade para muitas ideias sem julgamentos, - Tempestade de Ideias - é muito válida em ambientes de criação, onde não há uma situação de extrema necessidade de tomada de decisão rápida.


Pensar fora da caixa é ótimo quando não se tem pressa e podemos inovar, mas em momentos cruciais da vida pode ser um problema sério, ainda mais quando a equipe espera por essas decisões que cabem a você.

Decisões difíceis que exigem rapidez e direção, por vezes passam por aquilo que já sabemos fazer e podem minimizar muitos dissabores por já conhecermos seus efeitos ao passo que novos caminhos precisam ser testados em ambiente de calmaria sem o stress do desconhecido.


Sei que pode parecer controverso e de que estou na contramão do que está sendo pregado, porém cabe o bom senso e o espírito crítico. Não se esqueça de que o que traz sustança é o arrozinho com feijão. Pensar fora da caixa é justamente ter os conhecimentos prévios estabelecidos e vividos que dão base e sustentabilidade para que o novo aconteça, por isso abrir mão do “velho em prol do novo por si só é muito temeroso.


Há quase uma “demonização” quando se fala em seguir alguns postulados e tradições já conhecidos, mas em momentos cruciais fazer o novo pode ser uma “pá de cal” para muitos líderes ao direcionar suas equipes ou famílias. Pessoas que pregam viver o “Pense fora da Caixa” o tempo todo pode se comparar a um navio que vive à deriva por estar com os seus instrumentos quebrados.


No gerenciamento de pessoas o papel do líder é fundamental no direcionamento e a equipe precisa sentir segurança nessa direção.

Ter e dar muitas opções poderão te enfraquecer nessas situações extremas e certamente aumentará a angústia da equipe.

Por isso:


  • Tenha metas e planos muito bem definidos.

  • Saiba onde você quer chegar.

  • Elimine o quanto antes aquelas ideias que te levarão para longe do objetivo

  • Certifique-se de que há tempo suficiente para criação do novo.

  • Mostre segurança para que a equipe (família) produza e não te pressione mais ainda. Basta a pressão externa. Você não precisa criar uma pressão interna.

  • Crie o ambiente do novo sustentado pelos caminhos que você minimamente já conheça.


E lembre-se: Em momentos cruciais, PENSE DENTRO DA CAIXA e crie soluções que não te trarão mais problemas do que benefícios.


Beijo do prof.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo